Relato do Grande Mestre Oswaldo Baptista Fadda - Faixa Vermelha - 9º grau

É possível que as novas safras que praticam Jiu-Jitsu por certo desconheçam e nem possam avaliar quem foi este extraordinário desportista e brilhante professor.
Que ainda hoje contínua lutando com toda sua garra, para a elevação desta modalidade de esporte.

Quem teve o privilégio de conhecê-lo e privar de sua amizade, bem sabe que se trata de uma pessoa de firme caráter e de uma só personalidade. Digo isto com convicção, pois o conheço desde quando ingressou em minha academia ainda muito jovem, ou seja, com seus nove anos de idade, como aluno à prática de Jiu-Jitsu.

É dessas pessoas a quem podemos

 

dizer que é o que é, sempre foi e será assim para sempre, pela sua firmeza de caráter.Sua primeira e única fonte de ensinamento na prática do Jiu-Jitsu, foi a Academia Fadda de Jiu-Jitsu.

Ali formou-se faixa preta aos 20 anos de idade, revelando-se desde cedo um ótimo atleta, dedicado a este esporte onde alcançou todas as demais faixas em competições internas e externas.

Como faixa preta, revelou-se um extraordinário professor desta modalidade com ou sem quimono, sempre seguindo os passos de seu mestre e amigo. Lutando lado a lado, em todos os eventos em prol do Jiu-Jitsu comunitário, em várias associações, visando sempre a elevação desta arte.

Deoclécio Paulo, teve por vários anos, sua própria Academia no Bairro de Vila Valqueire, Rio de Janeiro, com muito sucesso.

Mais tarde, sendo ele militar do Exército, teve que servir na Embaixada Brasileira no Chile, onde permaneceu dois anos, ou seja, de 1972 à 1974, mesmo assim não se desligou do Jiu-Jitsu pois passou a lecionar com grande Mérito o nosso Jiu-Jitsu no Clube de Sub-Oficiais do Exército Chileno.

Hoje como Oficial da Reserva, vive em Brasília onde vem desenvolvendo um grande trabalho, lecionando Jiu-Jitsu com muito sucesso.

Por isso e por tudo isso, a quem possa interessar, declaro para os devidos fins que, o Sr. Deoclécio Paulo, hoje com 62 anos de idade, merece todo respeito e admiração por ser uma pessoa honesta, confiável e uma grande figura humana de ótima formação moral.

Rio de Janeiro, dia 28 de Janeiro de 1995.